Archive

Posts Tagged ‘morte’

Existe Deus?

agosto 6, 2011 27 comentários

Recentemente tive a oportunidade de viver um sonho infantil de andar de “montanha russa” em um parque de São Paulo que ficou conhecido há algum tempo por algumas tragédias resultantes de falta de reparos na estrutura dos brinquedos.

No entanto, mesmo com toda essa má fama, o parque estava tão lotado que a fila para chegar ao “meu brinquedo querido” demoraria mais de uma hora, segundo indicava uma placa.

Com isso, tive tempo para devanear, como de costume quando me vejo em: viagem, ônibus, lavando louça, escutando música… e o tema? Existe Deus?

Fique pensando sobre meus temores e dúvidas que preenchem minha cabeça desde que eu tinha meus 5 anos e chorava quando não conseguia acreditar no que minha mãe dizia: “Você vai pro céu, meu filho, existe algo além”. Pois é, eu já duvidava disso.

Pensei, pensei e tentava não pensar, pois nunca chego a uma explicação que acalente minha desconfiança. Deus seria uma força? Uma energia presente desde os átomos? Seria uma invenção para fazer as crianças – e os adultos – não entrarem em desespero? Um enigma contra o caos na sociedade? O resultado de uma marca constituinte dos primórdios da civilização?

Enfim eu me vejo, depois da fila enorme, subindo na montanha e ainda pensando sobre isso. Quando finalmente chega a hora em que o brinquedo está a um instante de descer a toda velocidade, as seguintes palavras saem da minha boca: “Ai meu Deus do céu!!!!!!!”

Atropelou e saiu correndo.

fevereiro 27, 2011 2 comentários

Olha que coisa de maluco, o cara resolveu ficar com ódio dos bicicleteiros e passou por cima de todos tipo assim GTA mesmo; Oh louco meu.

O pessoal está querendo crucificar o indivíduo em praça pública e também não é pra menos, brincadeira de mau gosto tem limite.

por outro angulo;

A culpa é desses jogos de videogame que agora ensinaram ao brasileiros a fazerem isso.

Que coisa gozada. Ele pode perder o direito de dirigir e ainda pode receber um processo criminal.

Agora, bicicleta não é um transporte muito bom não, o melhor mesmo é carro e com ar condicionado, porque é muito mais confortável.

Bicicleta inclusive devia ser proibido na rua, deixar só carro mesmo passar. E passeio assim só deveria ser permitido com autorização do poder publico e escolta da segurança, um processo maior do que no motorista que perderá sua habilitação, é contra quem organizou esse programa sem sequer comunicar as autoridades o evento.

O loco meu… Vou jogar o meu GTA aqui de verdade mesmo. Que na vida real isso não tem a menor graça, só é divertido no mundo virtual.

Como anda minha vida

Um saco metafórico transcedental que existe virtualmente, o que me incapacita de dar um belo chute nele… Maldição!

Mas uma luz se aproxima do fim do túnel e tenho quase certeza que não é nenhum tipo de locomotiva.

A vida é uma prostituta…

outubro 6, 2010 2 comentários

…Você tem que foder ela o máximo que pode, porque a doce meretriz vai te passar gonorreia e no final, você morre.

Essa é uma frase dita por Shane Macgowan, vocalista do The Pogues, banda de folk irlandesa. Não que a frase seja exatamente como eu escrevi, ou que o texto tenha muito a ver com ela.

O fato é o seguinte, ultimamente eu vejo muitas pessoas (olá, vegetarianos) falando de morte como se fosse uma abominação fora da realidade, algo incomum e que não deveria acontecer. Algo que deveria ser presenciado apenas por pessoas com algum tipo de espírito superior ou qualquer calhordice dessas. Como se a morte fosse o próprio demônio encarnado no sorriso de sociopatas.

Eu realmente não consigo entender o que é tão bizarro em simplesmente admitir que as coisas morrem. Tudo morre, se é para viver, terá que morrer. Não existe vida sem morte, nem o contrário. Por isso a simples ideia de um deus vivo além do tempo e do que conhecemos como realidade soa tão absurda, ele não poderia ser se não viesse a morrer.
E claro, falando dessa forma, parece que sou um odiar da vida e um sociopata sem solução, que você já deve estar proferindo palavras sobre o quão a favor é da pena de morte no brasil para casos de defensores do aborto.

A questão, de fato, nem é essa.

Nossa sociedade idolatra a morte sem ao menos se dar conta disso: A religião nada mais é do que um culto a morte.
Você passa anos da sua vida se preparando, não pode beber em excesso, fumar em excesso, foder em excesso? Passagem garantida para o reino inferior. Só se vive uma vez e você não deve fazer nada do que tem vontade. Sem mentir, sem ser materialista, sem olhar para aquela sua vizinha gostosa. Nada, deve ser casto como o próprio Buda por mais que sua religião seja ocidental.
Até chegar o momento que você deve se perguntar: Para que tudo isso?
Obviamente, porque você vai morrer, e quando morrer, não vai querer ir para o inferno. A vida é só uma e você não pode se divertir aqui, você tem que escolher entre a falta de diversão e a paz no final da vida ou a tortura.
Para a religião, tudo que você faz na sua vida é apenas um vestibular pra quando você for morrer, depois que começa a vida de verdade ao lado do senhor deus todo poderoso.
Digam-me: Se isso não é um culto a morte, o que mais poderia ser? Um culto ao tédio onde tudo que deseja é tirar a graça da vida e cuspir na sua cara?

Claro, isso é só a preparação, tem-se que idolatrar a próxima vida mas mão ser a favor do aborto ou a pena de morte, isso são coisas condenáveis. A menos que sejam pessoas reprováveis pela religião.
Tem-se que cultuar a vida após a morte e não aproveitar a sua vida terrena.

Mas vaquinhas! Ó as pobre vaquinhas!

Viver coincide em morte de uma forma ou de outra. Sua pele morre todo o dia. Sua comida é morta de uma maneira ou de outra. Caminhar, lavar roupa, acordar, espirrar, cuspir, peidar, qualquer coisa que você faça acarretará na morte de algum organismo.
Algumas espécies de borboletas não vivem mais que 24 horas. Pessoas morrem todos os dias das mais variadas formas, violentas ou não. Tudo morre, e você cultua a sua própria morte.

Ai me vem um filha da puta e diz para eu ser contra experiência com células embrionárias porque estamos matando futuros pagadores de dizimo. O que mais falta? Decorar seus caixões como sarcófagos egípcios?

Entenda caro calhorda, enquanto você estiver vivo, uma caralhada de coisas vai morrer, inclusive seus pais, amigos, sogras e ex-namoradas.
E você vem me encher o saco por comer um baby beef no almoço?

Acho que alguns coisas estão sendo má interpretadas.
E como diria Lovecraft ‘That is not dead which can eternal lie. And with strange aeons even death may die’

Textos referentes:
A utópica morte da Morte

Quando ta escuro na sua rua, você tem mais medo de fantasma ou de ladrão ?

setembro 24, 2010 2 comentários

Meus senhores,

Venho aqui tecer alguma sinceras opiniões sobre o ato de protelar. Como o mais covarde atuo de blefe, de tentativa de adiar a derrota, para pela impaciência do adversário, chegar a vitória.

Falo especificamente disso.(Por Felipe Recondo, Mariângela Gallucci, estadao.com.br, Atualizado: 24/9/2010 1:31)

“Dividido, Supremo não consegue decidir validade de Lei da Ficha Limpa

O julgamento da validade da Lei da Ficha Limpa foi suspenso à 1h15 de hoje. Depois de mais de dez horas de debate, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Cezar Peluso, deu o voto que empatou o placar – 5 a 5 -sobre valer ou não o acórdão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que manteve integralmente a vigência da Ficha Limpa para as eleições deste ano – tirando da campanha Joaquim Roriz (PSC) por considerá-lo ficha-suja.

Antes de suspender a sessão, alguns ministros, capitaneados pelo presidente do TSE, ministro Ricardo Lewandowski, diziam que, por causa do empate, prevaleciam as regras do regimento interno do STF e da Súmula Vinculante 10 que mandam manter a Lei da Ficha Limpa. Cezar Peluso puxava os votos dos que queriam aguardar a indicação do 11.° ministro da corte para desempatar – vaga aberta desde a aposentadoria do ministro Eros Grau.

A maioria dos ministros já havia adiantado que considerava constitucionais os trechos da lei que acabaram por impedir a candidatura de Roriz ao governo do Distrito Federal. Roriz teve a candidatura barrada por ter renunciado ao mandato de senador em 2007 para fugir do processo de cassação, o que passou a ser considerado causa de inelegibilidade pela nova legislação.

Os ministros decidiram que não viola a Constituição a aplicação da nova regra para fatos que aconteceram antes da aprovação da Lei da Ficha Limpa.

Para o futuro. O ministro Dias Toffoli foi o diferencial no julgamento e responsável por uma dúvida. Crítico contumaz da Ficha Limpa, ele amenizou o discurso. Votou apenas no sentido de jogar para o futuro a aplicação da lei.

De acordo com Toffoli, seria necessário esperar pelo menos um ano da entrada em vigor da lei para impedir as candidaturas. Segundo ele, a exigência está prevista no artigo 16 da Constituição Federal. ‘O artigo 16 é uma garantia do eleitor’, disse.

Argumentou que isso garante que mudanças nas regras eleitorais patrocinadas pelas maiorias não sirvam para excluir adversários das eleições, como ocorria com freqüência na ditadura militar. Nesse sentido, votaram também os ministros Gilmar Mendes e Marco Aurélio Mello.

O voto de Gilmar Mendes foi o que mais esquentou o clima do plenário. ‘Essa regra é cláusula pétrea. O fato de ter-se que esperar um ano é uma segurança para todos. Faz parte de um processo civilizatório, precisa ser respeitado’, afirmou. ‘A história mostra em geral que os totalitarismos se louvam nesse tipo de fundamento ético.E concluiu: ‘A ditadura da maioria não é menos perigosa para a paz social do que a da minoria.’

Marco Aurélio Mello acrescentou: ‘Vivemos momentos muito estranhos. Momentos em que há abandono a princípios, a perda de parâmetros, a inversão de valores, o dito passa pelo não dito e o certo pelo errado e vice-versa. Nessas quadras é que devemos ter um apego maior pelas franquias constitucionais. E uma dessas franquias nos direciona à irretroatividade da lei.

Aplicação imediata. Cinco ministros – Carlos Ayres Britto, Cármen Lúcia, Ricardo Lewandowski, Joaquim Barbosa e Ellen Gracie – votaram pela aplicação imediata da lei, ao julgar que a mudança não alterou o processo eleitoral, como visa proteger a Constituição.

Eles argumentaram que a lei foi aprovada antes das convenções partidárias. As legendas sabiam, portanto, quais eram as regras de inelegibilidade. E deram legenda para fichas-sujas porque quiseram. ‘Não há direito adquirido à elegibilidade: o direito é definido e aferido a cada eleição, assim como não há direito garantido à reeleição’, disse o ministro Ricardo Lewandowski, que também preside o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Mas a restrição que Toffoli fez à lei foi apenas aquela – de que valeria para as próximas eleições. O ministro rejeitou os argumentos dos advogados de Joaquim Roriz de que as novas regras retroagiam para prejudicá-lo e de que estaria violado o princípio da presunção de inocência ao ser considerado inelegível sem condenação pela Justiça.

——————————————————————————————————–

Enfim, não sei do que mais tenho medo. Dos fantasmas da política desse país, que já tem uma tradição nefasta. Os espírito do primeiro governo, deixaram esse legado de maldição. Ao andar em uma rua escura, que são essas vias virtuais do século XXI. Devemos ter medo é de nós mesmos. Devemos ter medo de sermos ignorantes ao ponto de reduzir nossa capacidade reflexiva sobre a realidade.

Não podemos compreender algo tão simples.

Como pode um político até hoje se candidatar com ficha suja se pra você limpar a privada do ministério você não pode ter histórico criminal.

Agora veja, quem limpa a privada desses políticos, e quando é preso não tem foro privilegiado, é quem paga o salário dessa gente. E não paga só com imposto. Paga com o trabalho, com a vida, com os filhos, com toda sua esperança. Só sua torcida pela seleção brasileira de futebol, ela só tendo feito vergonha, já paga muita coisa.

O brasileiro deveria odiar o Brasil.

Não me interpretem mal. Sou bem especifico aqui. Não é detestar o povo brasileiro, odiar nordestino ou coisa do tipo. Não é odiar o território nacional. O Brasil não é o seu povo, não é o seu território, não é a sua língua.

O Brasil é um estado, que leva o nome da cor da brasa. O vermelho da matéria que traficamos. Somos o paraíso da pirataria no mundo, e sempre fomos.

O mercado ilegal é um fato no qual nossa terra é especializada. Político ladrão tem em todo lugar, corruptos também, gente desonesta igualmente. Mas em poucos lugares é quase uma maioria má intencionada.

O brasileiro devia odiar o estado brasileiro. Que Fode com sua vida. Devia odiar o serviço público. Devia odiar o atraso econômico duma nação que mais dá do que recebe ao mundo.

Agora, como pode diabos?

É melhor que façam uma ditadura logo. Que assumam seu totalitarismo. E eu falo dos PETISTAS.

ESSAS ALIANÇAS…

Não há o que fazer. Já desenharam o destino. Só podemos fazer piada e resmungar, e que venha a Dilma. A primeira mulher na presidência podia pelo menos ser feminina. Falam de presidente negro.

O Brasil precisa primeiro, de arrumar esse judiciário. Porque é inconcebível, que um juiz aceite que um candidato tenha infringido leis. Pra qualquer emprego do mundo, o patrão não quer um criminoso. O próprio ex-detento, que já pagou sua pena e nada mais deve tem trabalho de arrumar emprego.

Mas o filho da puta do Dirceu ta solto.

Essa porra desse decoro parlamentar… tem de julgar na justiça comum. Mas sabe qual o problema?

Quem vai julgar é uma maioria de ministro nomeado pelo presidente. Isso é, o Dirceu apontou boa parte de quem ta ali.

Ai mesmo com todas as provas de corrupção, tudo que o senhor LULA, E DILMA alegam, é que isso eles não discutem, pois isso é assunto da JUSTIÇA. Que é toda comprada e o libera.

Mas que diabo de 3 poderes são esses que desequilibra pro poder judiciário ?

No fundo quem manda é o poder econômico. Não o verdadeiro poder econômico, mas o poder usurário banqueiro. Quem lucra nesse país?

Tudo comprado. Se um banqueiro dá 15 milhões pra campanha do Lula, dá 12 pra do serra e 8 pra da Dilma.

Ninguém se elege sem ta no esquema.

Vamos vigiar pra isso não virar uma Venezuela. Vamos atentar pela qualidade da educação que é alarmante.

Agora que gozado, o povo brasileiro não tem saneamento básico, a massa. Gasta-se mais em propaganda pra convencer o povo que tem saneamento, do que pra fazer esgoto.

O cara morando na bosta, recebendo mesada do governo, acha que ta tudo melhorando e que pro que era já ta bom demais.

Ta na hora desse país começar a funcionar. Eu tenho mais medo de ladrão que de fantasma.

Doutrinados em Utopias fáceis.

Hoje resolvi analisar um mal do qual já fui imerso. Falo especificamente dos delírios utópicos. Eu penso, como pode alguém ser levado a crer que uma determinada solução simples, para um problema de ordem complexa pode ser possível. Pois essas que são as doutrinas de utopias fáceis. Elas são como um projeto pra livrar alguma ameaça a alguma coisa muito importante. Por exemplo, alguma coisa pode ser o planeta terra, o problema o crescimento da poluição que é um problema bem complexo, e qualquer solução simples como, por exemplo, um sistema socialista internacional, que é uma solução muito simples de ser tomada.

É como analisamos o problema do Biodiesel que é uma solução complexa pra um problema complexo. Porque é uma solução complexa? Porque é derivada de muitos anos de pesquisa em uma nova tecnologia energética. E é também um problema de ordem complexa… A decência total da economia de um produto único. Analisando por esse prisma, o problema do Biodiesel é argumentado como que ele geraria mais fome no mundo, pois seria mais lucrativo plantar pra vender combustível do que comida, o que faria que o preço da comida subisse, gerando assim uma crise mundial de alimentação.

Argumento pífio, como todos os argumentos de doutrinas utópicas fáceis são. Não é de se espantar pensando que esse argumento que partiu do governo americano, sobretudo da ala republicana. Pois é, parece óbvio que isso aconteceria, e que o biodiesel e qualquer outra tecnologia que tire um recurso mineral de um recurso animal poderia ser argumentada por esse ponto de vista. O que o argumento ignora, é que o óleo pode ser retirado sem que a produção de alimentos seja afetada, o que abriria mais espaço pra lucro, e não dividiria um mercado. Na verdade uma planta pode dar o óleo e o fruto, e ambos podem ser ofertados para o consumo.

O único tipo de trabalho que existe é o comércio. Qualquer trabalho é uma atividade comercial, legal ou não. Não é a toa que muitos desocupados gostam de criticar o comércio. Culpar o comércio ou o funcionamento, ou o dinheiro que é a maneira muito organizada que a humanidade intuiu coletivamente de avaliar suas transações.
É muito fácil cair em conversa fiada. Eu posso vender milhares de mentiras, que solucionam problemas complexos. Por exemplo, vou criar uma solução que sei que é utópica mas que é muito simples. Eu sei como acabar com a guerra entre Israel e os Árabes.

Acabaria com essa guerra, convertendo pessoas ao cristianismo universal, que é um cristianismo ecumênico que aceita todas as religiões, e aceita também ateus e agnósticos, é uma igreja baseada no humanismo, no direito dos animais, no socialismo igualitário e na liberdade de expressão. No começo, vamos converter nosso bairro, passar panfletos, fazer reuniões, festas, sites, eventos… Vamos divulgar nossa boa nova.

Se você acredita ou não, se é religioso ou não, aqui você é um irmão. Não precisa dar dinheiro pra sociedade, vamos convertendo, é só um bom pensamento. Não precisamos de templo, de funcionários, só precisamos de trabalho voluntário, a religião que proponho não tem custos.

Iremos mandar muitos spams, converter celebridades, e demais ações de publicidade. A tal ponto de um dia crer que os judeus e os muçulmanos acabaram em maioria aceitando essa doutrina, e resolvendo acabar de vez com suas divergências bélicas.
Assim, acabaremos com a milenar guerra… é só o amor tocar o coração dos homens quando escutarem a mensagem do amor.
Muito simples solução pra algo tão complexo.

Alguém compra essa idéia? Pode comprar ou não, de qualquer forma, de lixo assim, podemos ser vítimas a qualquer momento. O mundo é feito de problemas demasiados complexos, e crer que existem atalhos para a dor é uma ilusão.

Devemos pelo contrário estar certos de que a realidade que partilhamos e dela temos consciência, não depende nem um pouco, ou sequer consulto, nossas vontades. O universo não houve nossas queixas, não lê o nosso pensamento, ele não tem personalidade, nem humor, ele é como é.

Então eu vejo gente com muito ódio mesmo, muito raiva, defendendo algo que pra ele é a idéia mais brilhante do universo, que ele foi doutrinado para tal. O sujeito xinga quem discordar dessas idéias. E geralmente elas vem com uma espécie de almanaque de argumentos cíclicos pra prolongar essas idéias.

Estão entre essas idéias coisas como; O socialismo, o vegetarianismo, os discursos religiosos, os discursos religiosos que se dizem não religiosos, os misticismos, discurso astrológico, discurso sobre arte ideal, sobre futebol e a escalação da seleção.

Por que elas são infundadas? Como já disse; Porque são simplistas, e o simplismo jamais vai explicar a complexidade.

Problemas simples, são problemas que simplesmente um fator corresponde à ele, por que a grama ta molhada ? Porque chove.
Então se parar de chover a grama não estará mais molhada.
Agora, se perguntarem por que o Dunga escalou aquela seleção, a resposta pode ser simples e agradar mais gente;

– Porque ele é uma besta teimosa.

Por outro lado, eu diria que isso é um problema demasiado complexo pra lidarmos assim com a situação. Ele está avaliando cada jogador, não só dentro de campo e em suas atuações pelos clubes e pela seleção, mas também pelo comportamento fora de campo, pela forma física; Acrescente aí, a opinião dos próximos a ele, como o caso do Jorginho. Acrescente interesses econômicos diversos, interesses políticos do Ricardo Teixeira, interesses diversos de qualquer outra origem.

No fim das contas, o Dunga escalou essa seleção por um problema complexo, e não foi uma solução simples a dele, foi igualmente complexo.

Mas o foda é que achem que eu espero que um dia o povo não aja mais assim. O que não é verdade, eu sei que sempre as opiniões serem baseadas nisso. Assim funciona a massa, dês de sempre, e assim, ela continuará funcionando, sobretudo agora em períodos de massificação.

O dono da verdade.

Não faço questão de discutir nenhum assunto com o senhor dono da verdade. Faço apenas questão de irritá-lo e a razão é simples; Pois simplesmente a verdade é sua. Sabe qual o segredo da vida perguntei ao dono da verdade, ele me disse, sim eu sei.

O segredo da vida, segundo o dono da verdade é a matéria.

O segredo da verdade segundo o dono da verdade é o método.

Não vou discutir com o dono da verdade que prova nas bancas de revistas como você pode fazer uma viagem astral e sair dessas companhias mediocres do seu cotidiano e começar a conviver com espíritos de luz… Muito mais evoluídos. E olha, o dono da verdade afirmou que até com Ets podemos nos comunicar pela viagem astral.

Claro que o dono da verdade, não quis revelar suas fontes; Ele apenas disse uma coisa que para nós que não somos donos nem de verdade e nem de muita coisa deveria bastar; Existem coisas na vida que não devemos entender mais sentir.

O dono da verdade não me entende na verdade; Porque é como se eu fosse o dono da mentira. Só não digo que sou dono da mentira de maneira mais explícita que devo mentir até o fim sobre minha verdadeira identidade.

No fundo a verdade é muito chata, a mentira por sua vez é o que liberta. Uma mentira com convicção, bem argumentada, sobretudo se incosnciente de si mesma como mentira, é algo realmente apaixonante. Algo que faz com que os olhos brilhem, que as sardinhas se movam, que os moinhos de vento agigantem-se.

Pois conto sinceramente o porque do caso, eu cruzei a esquina da Joana Angélica com a Prudente de Morais e esbarrei por acaso com o dono da verdade, e outros colegas donos de outras verdades, que em sua opinião eram menos verdadeiras.

-Bom dia dono da verdade; — Bom dia companheiros dele.

Ele não me respondeu nada, virou a cara e saiu em sua verdade absoluta como um gasparzinho pederasta. Ainda fui capaz de ler o seu pensamento, que era um pensamento verdadeiro, e que não foi pensado pelo cérebro ou sequer verbalizado.

Foi um pensamento intestinal, as vísceras que fizeram que a sua cara pálida não sei se de desgosto ou de susto ao dar de frente comigo; proprietário da concorrência.

-Sim, pediu pra cagar e saiu dono da verdade ? Vai me deixar aqui na esquina falando que nem um louco, um retardado, um antipático, doente, imprestável viciado ? Aonde está sua verdade ? O seu bolso parece vazio.

Pois depois de muito tempo, que recebi notícias de que o dono da verdade pensou em escrever sua obra em um livro bem didático pros viciados em mundo de sonhos.

O livro é uma resposta à todas as críticas mentirosas sobre acusações contra a verdade suprema do dono da verdade;
Ele desencarnou em um espírito mentiroso, e o pior que eu tenho de lidar com ele todos os dias agora.

Outro dia um mendigo muito feio me abordou, e o dono da verdade apareceu em alma do meu lado e disse; Esse ai é Jesus Cristo testando a sua bondade; Depois dessa aparição, ele meio que perdeu noção total, e resolveu toda hora aparecer.

Dono da Verdade, eu peço por favor, me deixe em paz, deixe em meu universo material de mentira.
Eu tenho profunda fé na morte, eu tenho uma crença inabalável nos fatos, eu tenho um dogma que é baseado em respeitar o pragmatismo.

Eu sou um homem com muita fé na minha mentira, eu não suporto por mais que seja bem argumentada suas verdades. Como uma mãe de um filho maconheiro de classe média, demora pra reconhecer o problema ou pelo menos pra querer reconhecer, eu igualmente, não quero reconhecer que estou aqui nesse mundo por uma causa especial, e nem quero ser diferente dos demais. Eu em minha mentira penso exatamente o contrário. Eu não sou especial, nem melhor do que ninguém, eu sou um ser normal, muito normal, quase padrão.

Não posso ser do nível impossível astral que me querem; Tudo bem, até topo reuniões em marte, as 3 e 30 da manhã, mas me diga, eu posso confiar nesse cordão colorido que sai do meu corpo ? E se ele se soltar dono da verdade, eu vou ficar vagando sem corpo e sem fome pelo negro infinito ?

Prefiro a vida, prefiro a mentira da linguagem, prefeito uma sequencia de acordes bem construidas e as mulheres bonitas.

Prefiro mentir sempre, porque toda mentira tem um fundo de verdade; Não prefiro sempre a verdade, porque toda verdade, tem um fundo de mentira igualmente.

Dono da verdade, já pediu pra cagar e já saiu, vamos não discutir, porque sua verdade não se discute, só se ensina; Vamos apenas nos ridicularizar, nos insultar, trocar ofensas de amigos;
Porque não podemos nos xingar e ser amigos ? Eu só xingo meus amigos, porque os que não são amigos eu não tenho liberdade ou intimidade para tanto.

Dono da verdade, Você sabe que isso foi uma indireta exatamente pra você e quando ler isso vai sentir o demônio da mentira coçando suas nádegas.

É o meu consolo pra seu oxíuros culminante; dizem que sentar a bunda no vinagre ajuda.

Ah sim, devo confessar que tudo que eu escrevi é verdade, mas não tem dono.

(DITADO PELO ESPÍRITO DE BUNGUNDINHA DU BACABAL)