Archive

Posts Tagged ‘literatura’

Ode aos Fakes.

setembro 18, 2011 5 comentários

Meus caros, muitos devem ter notado como sou efusivo neste blog em debater, e sobretudo agredir aos FAKES que nos comentam. Ao certo, eh muito comum eu deixá-los com bastante ira, e ateh mesmo os deixando ser nossos maiores seguidores.

Afinal o blog eh muito mais visitado por perseguidores do que por seguidores, e nosso claro objetivo eh simplemente insultá-los, gratuitamente, na finalidade de gerar arte, humor e entretenimento.

Esse texto em si eh um convite pra algum fake estupido vir apanhar nos comentarios, naturalmente.

Mas logico, vou deixar isso muito claro, nao se trata do nosso especial leitor(a) Jonnhy, unico FAKE respeitavel por sua historia aqui nesse blog, o resto eh resto.

Esses ae fans de Michael Jackson, Os que comentam nos topicos eu odeio viado, como o caso de um babaca chamado eh nois na fita que apareceu recentemente e eh ele mesmo que quero provocar e agredir.

Mas ele nao eh o ultimo nem o primeiro. E que meu cumpadi Gafanhoto das candongas, que deus o tenha, que nao pense que eh com ele, que essa peleja aqui eh com a imbecilidade que reina na internet.

Vamos ao motivo do quixotesco comportamento que proponho; Em primeira mão, esses trolls, como popularmente ficaram conhecidos ao redor do mundo internáutico são uns merdas desocupados com sérios problemas psicológicos, e de autoestima… Eu ateh entendo, como o cara vai ter auto-estima se ele eh um merda ?

Bem, faço isso apenas com a finalidade de gerar a catarse, e o tumulto, e que venha a verborréia.

Fala meu mestre !

Três coisas.

Três coisas – Mario Lago

“Três coisas pra mim no mundo
Valem bem mais do que o resto
Pra defender qualquer delas
Eu mostro o quanto que presto
É o gesto, é o grito, é o passo
É o grito, é o passo, é o gesto
O gesto é a voz do proibido
Escrita sem deixar traço
Chama, ordena, empurra, assusta
Vai longe com pouco espaço
É o passo, é o gesto, é o grito
É o gesto, é o grito, é o passo
O passo começa o vôo
Que vai do chão pro infinito
Pra mim que amo estrada aberta
Quem prende o passo é maldito
É o grito, é o passo, é o gesto
É o passo, é o gesto, é o grito
O grito explode o protesto
Se a boca já não dá espaço
Que guarde o que há pra ser dito
É o grito, é o passo, é o gesto
É o gesto, é o grito, é o passo
É o passo, é o gesto, é o grito”
Pois sim meus amigos… eis que o espírito de um poeta  imortal nos anucia 3 coisas sagradas. O passo, o grito e o gesto. Essas 3 condições representam a meu ver  a liberdade  de um homem.
O que eh um homem livre ? Livre eh o homem que pode comandar os seus gestos, e tomar suas atidudes, que pode ditar o seu passo e determinar o seu destino, o que pode gritar contra algo que lhe muito encomoda.
Sem liberdade de ação, de ir e vir, e de se comunicar, o homem eh tido assim, como algo preso.
Como algo triste, sem expressão, sem vida própria, como um escravo da vida.
Por isso 3 coisas que Mario Lago defendem, fazem não só sentido como sempre farão; As tres coisas são a liberdade.
Liberdade; O grito, o gesto e o passo.
Ai o mestre hermeto pega e me dá um presente desses maravilhoso pra compartilhar com meus amigos de Blog.

Atropelou e saiu correndo.

fevereiro 27, 2011 2 comentários

Olha que coisa de maluco, o cara resolveu ficar com ódio dos bicicleteiros e passou por cima de todos tipo assim GTA mesmo; Oh louco meu.

O pessoal está querendo crucificar o indivíduo em praça pública e também não é pra menos, brincadeira de mau gosto tem limite.

por outro angulo;

A culpa é desses jogos de videogame que agora ensinaram ao brasileiros a fazerem isso.

Que coisa gozada. Ele pode perder o direito de dirigir e ainda pode receber um processo criminal.

Agora, bicicleta não é um transporte muito bom não, o melhor mesmo é carro e com ar condicionado, porque é muito mais confortável.

Bicicleta inclusive devia ser proibido na rua, deixar só carro mesmo passar. E passeio assim só deveria ser permitido com autorização do poder publico e escolta da segurança, um processo maior do que no motorista que perderá sua habilitação, é contra quem organizou esse programa sem sequer comunicar as autoridades o evento.

O loco meu… Vou jogar o meu GTA aqui de verdade mesmo. Que na vida real isso não tem a menor graça, só é divertido no mundo virtual.

Em defesa da Honra, da Moral e dos Bons costumes da Família Brasileira.

novembro 23, 2010 2 comentários

Ditado por Hernéstimo Próvio, Do lado direito de Nossa Senhora das Canduras;

“As favas os modernos, e as odes aos contemporâneos. Que jorrem sólidas as jactâncias, que soletrem pútrefes os analfabetismos crônicos. Que não me entendam os desentendidos. O que importa que vim.

Vim do além com a missão, de vir e voltar, de maneira rápida mas significante.

Não existiria sentido em alcançar confirmação de tamanha sabedoria explícita, se não pudesse regozijar-me ao ponto máximo de atingir o extase de professar tal boa nova.

Eis, que volto dos aléns, transmitindo em saltos quanticos minha telepatia mais celestrial do mundo. Vim defender os verdadeiros valores, da moral e da Familia Brasileira.

Primeiro item; A balburdia dos sacramentos.

A modernidade, parece que se esqueceu, ou resolveu impor que somos mesmo um país de selvagens sem religião. Isso aqui é um país de DIREITA. Um país católico. Os jesúitas é que fundaram essa patria, e livraram o povo indio do sofrimento de uma vida no abandono do mato.

Levaram Cristo aos povos do além-mar, e formaram uma familia cristã, baseada numa rígida moralidade de obediência aos sacramentos da Igreja Santa.

Longe dos tumultos políticos e militares da Europa, quando surgiam estas novas ceitas protestantes que hoje se proliferam como o mosquito da Dengue em nossa sociedade. A reforma protestante, ficou longe da Familia Brasileira.

1missaw 

Eis que quando ela surgiu, a principio, foi mui moral e digna.

Há de se reparar, que logo no periodo do descobrimento, a sacanagem em si era pouca, pois os homens de bordo eram muito castos, todos com suas amadas em portugal, muito fedidos igualmente, e mal cuidados depois de meses de travessia, e não faziam questão de dormir com as selvagens… eis que voltaram a Portugal, e ficou um homem por cá.

Este ai que se viciou na lascividade, e promiscuiu toda uma nação, e degenerou o bom sentimento que surgiu aqui no momento de aliança da inocencia do selvagem com a benevolencia do cristão colonizador pacifico.

O escravo nesse primeiro contato não era de tal modo como indio. O escravo na europa, em Roma ou na Grécia da Antiguidade Clássica, escravizavam o povo inimigo e o seu exército. O mesmo se deu posteriormente. Os negros, todos escravizados, mas a Igreja sempre contraria a isso.

Não havia controle da igreja sobre o caos que era a África dominada por Piratas de todas nacionalidades daquele século, mas sobre o Novo Mundo sim, e por isso somos um país de moral cristã.

Todo brasileiro é Cristão. cristo-redentor-rio-de-janeiro

E quem fez questão de difamar a igreja na nossa sociedade?

Os professores de história e geografia do ensino médio, e os professores das universidades federais da área de humanas.

Impregnam com uma cartilha socialista com suas demagogias sociais uma instituição puríssima que sempre louvou por um país baseado na decência dos costumes.

Primeiro sacramento balburdiado é o matrimonio. Foi praticamente extinto nessa sociedade moderna em que vivem.

O que chamam matrimonio, se tornou no vulgar, casamento, que mais parece uma sociedade de divisão de contas e de filhos, e não o que prega a  moral ensinada pela santa igreja.

Os valores de uma sociedade construida as margens do liberalismo economico, pode atraves dessa busca desmedida pelo lucro acima do bem, ser uma arma, uma forma de malignas influencias virem querer desestruturar nossa moral.

O crime, a droga, a prostituição e o comunismo, são os piores exemplos.

E foi na igreja que esses comunistas conseguiram afinal o aval para serem o que são. Foi a igreja que intercedeu por eles, quando resolveram os prender primeiro. Afinal, eles diziam, vamos roubar tua propriedade, e ai prenderam , porque afinal roubar é crime.

E a moral da familia se perdeu porque ficou um do navio dos primeiros portugueses, e esse um que ficou se aproveitou do antigo costume da hospitalidade tupinambá… ele acabou por fazer mais de 2 500 mamaluquinhos de filhos, e quando a portugada voltou, ja tinha um pais só de netinho do camarada.

O nome dele é João.

Ele não era padre, mas o chamavam de Padre João. Ou melhor, PRESTE JOÃO.

O Bispo Otto, do Impérador Frederico Barba Ruiva,o chamou de Presbyter Johanes.

E cá ao Brasil ele veio cumprir sua profecia santa, no entanto; DESVIOU-SE.

Perdeu a virgindade com um boto, e já no fim de sua vida, morando na Paraíba, comeu o Bispo Sardinha sem saber de que se trata-va de um importante evento da antropofagia mundial.

Foi assim o declínio da moral. Foi comendo o Bispo Sardinha e no meio de rituais como a antropofagia, mas a principio havia familia e ela foi retomada logo no periodo canibal3

Oh Luis Henrique, vc tem de ler esse blog porra, é em defesa dos  valores burgueses intelectuais trancendentais.

A familia brasileira, quando os país escolhiam o matrimônio viveu o seu auge de moralismo e boa conduta. Foi quando Brasil teve um Grande Império, e foi um país exemplo para o mundo.

Atualmente ainda somos o país mais católico do mundo, graças a Deus. Mas ao mesmo tempo a chaga da incredulidade tem se espalhado por nossos costumes. O que é uma ameaça voraz.

Então convoco tu oh homem de gentil fé. Levanta-te, e não deixe um professor comunista adotar o seu filho !

O jovem impelido pelos ardores dos homonios e do fogo dos trópicos acaba não escolhendo bem qual o matrimonio mais próprio pra  uma conduta de vida divina.

Por isso os pais tinham junto aos filhos a tarefa de escolher os parceiros de matrimônio, já que isso era um compromisso que ia de encontro a toda a familia brasileira.

Mas ai, a indecencia, e a promiscuidade contaminou essas terras, e o assanhamento reinou por conta dos homens de do mundo. Leia o Grande Sertão:Veredas, mas eu estrago logo o livro e conto o final, DIADORIN na verdade é uma MULHER.

Pois sim, a literatura brasileira, que hoje vive o seu auge, e eu noto que muitos, inclusive nesse blog, vem insinuando ma´lévolas contra essa prosperidade.

Vejamos de que se constitui nossa literatura, de Machado, um homem metafísico por si só, conhecido como Bruxo; Investigador da alma humana, e profundo teólogo.

Tivemos Vinicius como outro exemplo, educado no colégio Santo Inácio, que escrevia poemas ainda jovem com muito afinco. Sempre metafisico, acreditando na esperança, mesmo que em vida fossem ambos materialistas, em sua arte explandecia transcendencia…

paulo-coelho-participa-do-bate-papo-uol-1279824355562_615x300

E agora, o tão criticado, Paulo Coelho, que é místico bruxo e teólogo. Basicamente a crítica central ao seu texto é de que ele escreve mal e que tem erros de português, no mais, são de digitação e alguns pequenos descuidos. Nada grave que comprometa a estrutura semantica do texto, nem a integridade da mensagem.

Ele sim é um grande Gênio que defende a moral e os valores cristãos da literatura brasileira, e tem levado nossa literatura a onde nunca ela chegou. É o autor brasileiro mais lido de todos os tempos, e o mais lido em todos os paises do mundo, sua bibliografia é uma das mais vastas em romances, contos, cronicas, diários, teses e estudos pessoais…

É um homem discreto. Participou ativamente do maior fenomeno do ROCK BRASILEIRO.

Vendeu a alma pro diabo ? Sim, vendeu, mas depois se converteu, e jesus perdoa. Hoje em dia ele ajoelha e beija o anel do papa.

Oras, que ensinemos nossa juventude a ler o Paulo Coelho, que leiam Veronica decide morrer, ao invez de ficarem dançando o créu.

Que leiam o alguimista, pra que não busquem a felicidade tão distantemente, sabendo queela pode estar proxima. Sim, leia o Diario do Mago e aprenda o exercício da semente, e tente fazer ai na sua casa, que é muito divertido.

Mas isso tudo de bruxaria, é tudo pra enganar o trouxa, o da fé frouxa.

O homem verdadeiro lê essa brilhante literatura e diz, há, ELE ESTÁ ZOMBANDO DE TODOS.

Mas não, ele está ensinando o verdadeiro caminho da humildade e da simplicidade, e depois do nosso tempo sempre será lembrado pelos seus inevitaveis feitos.

Incluindo, viu o disco voador. Fenomeno do qual a Ufologia Brasileira se vangloria internacionalmente pelos créditos ilimitados.

Sim, mas agora não tem volta mais… quem vai meter na cabeça dessa juventude que só pensa em “ficar” o conceito de que somos o maior país católico do mundo. Po, essa juventude tem de pagar mais promessas e comer menos gordura.

Deveriamos obedecer novamente, pelo menos com mais rigor o calendário católico, e proibir o católico não praticante. Obrigar o católico a praticar sua fé, nem que seja através do futebol.

Paulo Coelho sim é um intelectual literato bruxo metafisicamente genial. Quando ele escreveu Monte Cinco, livro que a maioria dos infelizes invejosos que o criticam mal sabem do que se trata, ele passou 40 dias em jejum, só a pão e água pra conceber a missão. E ele conseguiu inclusive falar com Elias. Sim, Elias o profeta.

O livro é simplesmente a saga do profeta romanceado, na qual ele vence as batalhas impossiveis de cerem vencidas, na qual ele consegue sustentar cercos dificilimos. A narração histórica é de uma grande valia, e a preciosidade das cenas de um combate só podem ser de um grande literato, mas o mundo não lê e critica sem ler, e sem entender o mínimo de cultura universal, e por isso, esse Genio que é adorado no mundo inteiro por todos, só não é respeitado aqui em nosso país, e digo com facilidade o motivo.

Ele não é um homem de esquerda, e não é ateu.

Existe uma modinha, uma tendencia a ser ou ateu ou de esquerda, e quem não for que morra. Fuzilado, preconceituado, ou de qualquer forma. E se comer carne deve morrer junto.

O correto, para um certo tipo de doente social doutrinado ai pelas vias do descuido com a fé católica, é aquele que é vegetariano comunista e ateu. Em um tempo remoto, isso tudo já deu cadeia.

O que querem estes incrédulos ? Transformar essa nação num prostíbulo ? Querem envenenar nossas meninas, afeminar nossos rapazes ? Querem nos convencer ao incesto ? A  imoralidade da  corrupção ?

Não, não aceitamos os padres pedófilos, e os lideres sem terra. Não queremos padre em passeata nem feminista sem calcinha.

Tem o homem de honra o direito de indignar-se.

E que fiquem com Deus, na paz de Cristo.”

Amén…

Educar para a paz.

 

Esse aqui é o mapa da violencia no Brasil. Coletânea de pesquisas realizadas recentemente.

“Também no Brasil a problemática juvenil aparece em primeiro plano, quando falamos de violência
homicida. O brutal crescimento nas últimas décadas do número e dos índices de homicídio
pode ser explicado, de forma exclusiva, pelo aumento dos homicídios no setor jovem de sua sociedade.
No Capítulo 8, foi possível evidenciar que, a partir da década de 80, o aumento da violência
homicida no país foi causado, em realidade, pelo crescimento descontrolado dos homicídios entre
os jovens. Entre 1980 e 2007, fora da faixa dos 15 aos 24 anos de idade, os índices de homicídio
permaneceram estagnados ou até caíram levemente. Em 1980, as taxas de homicídio não jovem
foram de 21,1 a cada 100 mil; já em 2007, essa taxa cai para 19,8 em 100 mil. Mas, entre os jovens
de 15 a 24 anos de idade, se em 1980 a taxa de homicídios foi de 30 em 100 mil jovens, passou
para 50,1 em 2007, o que revela, de forma inequívoca, a exclusiva participação juvenil no drama
do crescimento da violência letal do país. Assim, pode-se afirmar que a história recente de sua
violência homicida é a história do desenvolvimento de sua questão juvenil e que uma não terá
solução sem a outra.”  (p.143)

Outro trecho que merece destaque é ;

“Índices de
Vitimização Juvenil do Brasil são anormalmente elevados, considerando o contexto internacional:
morrem, aqui, por homicídio, proporcionalmente, 2,6 jovens para cada não jovem, índice pouco
comum no mundo.”

Pois acreditem, nem a Ditadura Militar,nem possivelmente a do Estado Novo, devem ter dados tão especiais para suas juventudes. Incrível,mas são os números.

Agora um dado curioso;

“Com isso podemos concluir que, mais do que a pobreza absoluta ou generalizada, é a pobreza
dentro da riqueza, são os contrastes entre ambas, com sua sequela de maximização e visibilidade
das diferenças, a que teria maior poder de determinação dos níveis de homicídio de um país.”

E a constatação do óbvio;

“Existe no Brasil farta bibliografia indicando a estreita relação entre concentração de renda e
educação.”

Bem, esses são alguns dados sobre a Criminalidade no Brasil, para começar a falar sobre um outro tema; EDUCAÇÃO.

A causa do problema em si, de ambos, tanto da alta criminalidade quanto do alto índice de envolvimento de jovens é o reflexo do abandono do Estado Brasileiro de algumas õbrigações básicas de serviço ao cidadão garantidos em CONSTITUIÇÃO.

O Estado não faz sua obrigação, e não oferece uma infraestrutura de qualidade, para uma economia de porte tão avantajado e para uma população tão heterogenea culturalmente.

O Estado não faz em nada suas obrigações básicas, e não é em si por falta de verba. Onde naturalmente é a causa do problema. O que se verifica é que essa verba chega, e é repassada, e que os impostos todos são pagos e o dinheiro arrecadado do governo percorre um longo processo de corredores num labirinto burocráticos de repasses baseados em negociatas e concordatas, acordões, alianças e trocas de influências das mais diversas origens.

De qualquer forma, o dinheiro existe, a população brasileira, os credores internacionais (Os tais capitalistas estrangeiros comedores de criancinhas) , a industria nacional e o comércio, são quem diretamente, pagam por isso.

Pagam, como já foi muito repetido em triplo. Porque paga o imposto,mas o estado oferece um serviço precário, então paga pelo serviço particular, que também é taxado de maneiras indiretas. Por exemplo; Quem paga plano de saude tem isenção tributaria. Mas ai o Governo mete o valor da isenção no preço do medicamento, e o plano mete isso no valor da sua fatura. No fim das contas, como o governo é tão incompetente do ponto de vista estrutural, acaba-se que nem o sistema particular funciona adequadamente. Já que o estado nem pra exigir isso presta.

Mesmo assim, podemos verificar, que com essa alta carga tributária que atormenta a economia brasileira, e com o fluxo imenso do orçamento da união, mesmo assim, ainda temos rombos que não vemos horizonte.

Se o governo se vangloria de ter pago a divida externa é porque é mentiroso e se aproveita da má educação que oferece ao seu povo. Dizer que a divida externa do governo brasileiro está diminuida é uma blasfemia, que precisa de no mínimo boas estatisticas.

O fato que foi noticiado, é que havia um acordo do Brasil com o Fundo Monetário Internacional, no qual o Brasil pagaria adiantado, uma divida que estava calculada pra ser paga em mais de 15 anos. Acontece que do ponto de vista economico, isso não é vantajoso, já que a taxa de juros é baixissima, e a tendencia do real é valorizar ao longo do tempo, o que reduz o valor da dívida paga. Lembrando que a dívida com o FMI, não é a dívida externa, ou sequer boa parte dela.

A divida com o FMI foi contraída justamente para saldar credores internacionais, e negociar dividas contraídas no período da Ditadura Militar. Assim, Fizemos uma Dívida pra pagar outra. Mas com o FMI, só conseguimos o suficiente pra negociar a divida e continuar pagando. O que o Governo fez, foi voltar atrás de um ato que já tinha se direcionado. Quando o governo negociou a divida pra 20 anos, é que assim, teria as melhores condições depagar e estar em situação legal e de credibilidade diante de todo o mundo.

Dando exemplo de ser um país que cumpre com o que assina.

O governo ainda, emprestou dinheiro ao FMI na época da crise. O que foi uma atitude positiva, mas ao mesmo tempo, má intencionada, que mais tem caracteristica política do que técnica.

A dívida externa ainda existe, e antes tinhamos um plano para paga-la, agora não faço idéia do que farão nos próximos decênios, e pra que governo isso vai enfim estourar essa bomba, junto com a bomba do estado inflacionário.

E mesmo assim, com um estado que movimenta tanta verba, que move montanhas, que muda os rios de lugar, mesmo assim, nas escolas dos bairros pobres meninos de 13 anos estupram, roubam e matam.

O estado não é capaz de se estruturar no que é o fundamento básico de formação do seu cidadão. Assim, fica essa situação apontada nas estatisticas.

O problema não é haverem pobres. Porque outros países são mais pobres que o nosso. O problema é haverem pobres tão próximos de ricos. O governo por sua vez, é um cafetão dos ricos, lhe cobra altos impostos, e lhe oferece uma justiça lenta e ineficaz, e uma infra-estrutura medieval, um sistema politico completamente corrupto.

Não existe solução técnica pra problemas politicos.

WIKIPEDIA DIZ ; “A educação brasileira é regulamentada pelo Governo Federal, através do Ministério da Educação, que define os princípios orientadores da organização de programas educacionais. Os governos locais são responsáveis por estabelecer programas educacionais estaduais e seguir as orientações utilizando os financiamentos oferecidos pelo Governo Federal. As crianças brasileiras têm que freqüentar a escola no mínimo por 9 anos, porém a escolaridade é normalmente insuficiente.”

“A Constituição Brasileira de 1988 estabelece que “educação” é “um direito para todos, um dever do Estado e da família, e está a ser promovida com a colaboração da sociedade, com o objetivo de desenvolver plenamente o desenvolvimento integral da personalidade humana e a sua participação nos trabalhos com vista ao bem-estar comum;

“Como um grande país de rendimento médio, o Brasil ainda possui várias regiões subdesenvolvidas. Seu sistema de educação está em conformidade e muitas deficiências atormentada pelas disparidades regionais e raciais.”

“Segundo dados de 2007:

  • Taxas de alfabetização de 90% para pessoas com 15 anos ou mais de idade
  • 6,9 anos de educação formal, em média. (Nos EUA são 12 anos, 11 na Coréia do Sul e na Argentina 8 anos de educação)”

“A nação investe 4,3% do PIB em Educação – o governo federal pretende aumentar progressivamente esse número para 7%.”

“Em 26 de outubro de 2006, a Unesco publicou o relatório anual “Educação para Todos” colocou o país na 72º posição, em um ranking de 125 países. Com a velocidade de desenvolvimento atual, o país só atingiria o estágio presente de qualidade dos países mais avançados em 2036.”

“O grau de educacional da população brasileira é ínfimo perto dos outros países latino-americanos, bem como de outras economias emergentes. Enquanto que a escolaridade média do brasileiro é de 6,9 anos, a dos Argentinos é de 8,8 anos. O ensino médio completo no país atinge apenas 22% da população, contra 55% na Argentina e 82% na Coréia do Sul.[14]

“De acordo com o Programa de Avaliação Internacional de Estudantes (PISA), o Brasil está sempre em último lugar em leitura, matemática e ciências.”

“Estudos da Fundação Getúlio Vargas afirmam que 35% das desigualdades sociais brasileiras podem ser explicadas pela desigualdade no ensino. Há hoje no Brasil mais de 97% crianças de sete a 17 anos matriculadas no ensino fundamental.[15]

As Cadeiras da Verdade.

Eis que eu em um passe de mágica pegue a verdade e a transforme em uma cadeira. E assim vos diga, que construímos nossas verdades como fazemos nossas cadeiras. As verdades são como cadeiras que fabricamos para o nosso uso.

Pois a principal questão, que há uma dança das cadeiras, na qual diferente do jogo infantil se sobre um jogador que fique sem uma verdade.

Se a verdade eh um jogo de cadeiras, digamos que os jogadores são finitos e as cadeiras infinitas… Quem aqui sobre são cadeiras que ficam sem jogadores, como o fato de ninguém mais adorar como verdade um Deus esquecido de uma língua morta de uma etnia ainda sequer descoberta pela humanidade de nosso tempo ?

Muitas cadeiras são as verdades que o mundo nos oferece, e poucos somos os indivíduos que nelas escolheremos aonde repousarmos em nossos momentos de dúvidas, e onde iremos relaxar no momento de sossego.

O problema dos desentendimentos de raciocínios é justamente o de querer adequar a verdade de uma cadeira às demais cadeiras, como se a verdade não fosse uma cadeira, mas uma ordem.

cadeiras_balanco

Assim, a verdade ordena absoluta e imperiosa, supostamente, a verdade da razão. Existe uma verdade, maior, que é a verdade que está no interior do homem …eis que ela ordena, puna a injustiça, condene a perversidade, faça isso ou aquilo.

Vou dar o exemplo, talvez mais polemico das verdades. O exemplo de verdade que tem base no que chamamos de IDEOLOGIA.

Imagine pra alguém criado em uma ideologia CRISTÃ OCIDENTAL CAPITALISTA, o que representaria uma vida baseada na economia de subsistência? Em um exemplo bem simples, a patricinha pode adorar lagostas, mas dificilmente se convencerá a pescar uma com sua força de trabalho.

Precisamos pra entender as verdades, e as cadeiras, saber o que é a ideologia, que seria basicamente o material do qual as cadeiras são construídos.

Supomos que temos cadeiras feitas na Amazônia e outras na região sudeste.

Muitas madeiras amazônicas são usadas pro corte, e muitas da mata atlântica igualmente. E há também cadeiras de plástico, de alumínio, e porque não, uma cadeira de cristal, ou revestida de ouro e de preciosidades ?

privada

No fim, se todas as cadeiras são verdades, o que pode impedir um homem cansado de se sentar em uma cadeira velha e esfarrapada cheia de cupins ? Só porque existe uma cadeira mais confortável que não lhe é acessível ? E se for acessível ainda, porque o homem não pode optar pelo que melhor lhe convém, quem lhe impõe uma cadeira pra se sentar ao longo de toda uma vida ?

Eis as verdades que são cadeiras de ordem. As ordens que são vistas como verdades, são a moral cega e distante da ética.

Se eu digo matar é errado, eu posso estar dizendo que deixar que matem eh certo. Se dizem que devemos preservar a vida, devemos saber que vida queremos preservar, das bactérias, dos vírus, das pestes da lavoura, os mosquitos da dengue ? Devemos sim destruir a parte da natureza que nos ameaça, se sentarmos em outra cadeira.

As cadeiras são feitas de um material ideológico tecido pelo tempo. O comportamento humano reproduz tais costumes de maneira tão eficiente, que um ancião reconhece um antepassado seu em uma simples criança, e não necessariamente por semelhança genética… “O jeito de rir é igual ao do avô, mas o olhar é como o da mãe”…

Não obstante, esse apanhado ideológico, não é algo que se dá em uma esfera individual apenas, e se assemelha muito a LINGUAGEM.

A linguagem e a ideologia estão completamente ligadas em seus conceitos, e uma não funciona sem a outra.

Existe um erro comum, de se pensar, que palavras significam determinadas coisas, quando na realidade da linguagem humana, uma palavra pode significar inclusive coisas que ela nunca  significou antes dependendo do contexto. E que uma mesma palavra, posta em um contexto diferente ou sendo interpretada por um sujeito de ideologia diferente, podem ser distintas por si só.

Por exemplo, imagine alguém de ideologia futebolística Flamenguista, gritando na torcida ideológica fanática do Vasco a expressão vulgar “TOMA NO CU BACALHAU”.

Se o sujeito grita isso e é escutado pelos flamenguistas, eles entendem, ele é dos nossos. No outro caso eles entendem, “Vamo matar esse filho da puta urubu safado”.

Então se Estados Unidos da América pode significar o sonho da jovem consumista, pode significar o demônio destruindo o islã, dependendo em que cadeira queira se sentar.

No entanto, existe a cadeira das verdades científicas, e dentro delas, uma série de cadeiras de diversas áreas. A verdade cientifica, no entanto se destaca das demais por conseguir resultados práticos sobre o que se propõe a fazer, que é decifrar a objetividade da matéria. Nisso a cadeira cientifica, consegue, por  uma questão de prática se demonstrar superior as demais. Assim, que isso não impede de maneira alguma, que outras cadeiras, não cientificas tenham validades, des de que sentadas em si mesmas.

O erro mais comum que ocorre, é quando querem impor uma verdade de uma cadeira não cientifica, para todas as cadeiras demais.

Assim, a verdade é como uma ordem. Mas veja, o soldado passa  a vida inteira recebendo ordens, que marche, que mate, que não morra. Mas não porque veja nelas a verdade; A verdade dos soldados na guerra é que geralmente estão cansados e famintos, que tem saudade de suas mulheres, e querem voltar o quanto antes pra casa.

Não há sentido em arbitrariedades. Mas veja bem, a terra é redonda não é ?

Da cadeira científica não pode ser considerada perfeitamente redonda.E de muitas não cientificas também. Mas não existem cadeiras nas quais a terra possivelmente não seja redonda? Ela não é oval? Ela é plana ? As cadeiras nos dão mais verdades.

Se em uma cadeira, na que sentamos todos os dias, nos digam assim, O egoísmo é a pessoa fazer o que bem quer e só pensar em si.

Eu de minha cadeira, diria que discordo, e que acho que isso não é egoísmo, mas puramente inteligência. O egoísmo a meu ver não é agir como se bem entende em proveito próprio, mas exigir que os outros ajam como você bem entende que é correto para o seu proveito próprio.

O egoísta não é o que controla a si mesmo, mas o que controla aos outros. Adote um cão.

As cadeiras teológicas por sua vez, não são do mesmo material das cadeiras científicas, então não deveriam sequer se mencionar. Em uma cadeira, se discute o oposto da outra, ao certo. Se na ciencia se discute matéria, na teologia geralmente o espírito; Se numa a REALIDADE, na outra justamente a TRANSCEDENTALIDADE. Se uma busca explicações pro mundo EXTERIOR, a outra em geral é de investigação INTERIOR. Se uma é formada de LEIS GERAIS, a outra é formada de CONSCIENCIA INDIVIDUAL.

Quando eu vejo dizerem que religião e ciência devem fazer as pazes, como sugere o comercial da TV FUTURA, eu simplesmente acho que a burrice de misturar as cadeiras  está justamente ai, não há como fazer pazes, se não há guerra.

Uma cadeira teológica não vai discutir assunto científico e vice versa. E isso basta. O erro está justamente, no fato de muitos quererem impor a verdade de uma cadeira em outra, geralmente por motivos POLÍTICOS.

Nesse caso meus amigos, a verdade é como as cadeiras, e sobram cadeiras pelo mundo, e graças a Deus.  E não temos de ficar a vida inteira sentados na mesma cadeira, nem devemos sentar nelas por ordem, muito menos querer misturar as cadeiras, que são diferentes em si.

Mas afinal, o que eu ainda não sei bem, é o que diabos é a verdade afinal?