Início > Defeito Colateral > Este é meu teu

Este é meu teu

RODRIGO: NÃO POSTE NADA DENTRO DE VINTE E QUATRO HORAS!!!

Se fosse capaz de dizer por que tenho pensado tanto em escrever coisas não-dissertativas (não gosto de dizer se é poesia, haikai, verso, trova…) eu certamente lhes deixaria a par da explicação. Mas já que sou incapaz, vocês ficam com outro poema.

Mas o poema tem uma brincadeira. Afim de explorar o sentido dado às palavras pelos signos pré e pós presentes, lhes dou 3 ACENTOS E PONTOS (?/,/./!/;/…) para que vocês coloquem onde quer que queiram na poesia, trocando assim, ou tentando, o sentido originalmente determinado por mim, o escritor. Copie e cole a poesia em um comentário e use seus estupros literais a vontade.

Este é meu teu

O alegre fim que o começo teve,
Saciando a fome de quem nunca esteve,
No centro do dia,
No meio da mesa;

O amargo dos teus pêlos,
O aconchego dos teus olhos,
Prazeres todos infinitos,
Que duram poucos minutos;

Um dia ainda seremos nossos,
E assim que o tempo parar,
Estarei no lugar que sempre quis estar;

Este é o desejo meu,
Que cala a boca e aperta o peito,
Um dia serei seu,
E você meu.

Bruno Dorneles

Anúncios
Categorias:Defeito Colateral
  1. raphaelzaratustro
    dezembro 4, 2010 às 03:42

    Você escreveu esta poesia pensando em você mesmo.

  2. rodrigonunesouza
    dezembro 5, 2010 às 12:14

    Vou escrever um post condenando a masturbação como prática imoral.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: