Sons do Brasil

Que coisa louca isso.

Bem vou comentar o básico. Isso ai é Itiberê Orquestra Familia, no disco que gravou as musicas do livro do Hermeto, chamado Calendário do Som.

Cada música é feita pra homenagear o aniversariante de sua data, no caso os músicos da orquestra.

O som é muito bonito, um tipo de música que infelizmente talvez não tenhamos ainda nos acostumado a ouvir com tanta frequencia, mas que um minuto de reflexão e escuta em homenagem a música vale a pena para qualquer cidadão.

Música é vida interior, e quem tem vida interior jamais padecerá de solidão.

Anúncios
  1. raphaelzaratustro
    setembro 15, 2010 às 14:56

    Quantas infinitas vezes o universo é mais complexo que esse som que criou o Hermeto.

    E quantas infinitas vezes mais músico é o Hermeto perto do Universo.

  2. rodrigonunesouza
    setembro 15, 2010 às 23:08

    Minha religião é a música.

  3. raphaelzaratustro
    setembro 16, 2010 às 02:20

    Religião sem oração? E se oras oras a quem?

  4. rodrigonunesouza
    setembro 16, 2010 às 03:49

    Ao demiurgo oras. Mas quem poderia ser ?

  5. raphaelzaratustro
    setembro 16, 2010 às 13:22

    Como você pode ter tanta certeza assim que o seu deus o Demiurgo existe e você ora a algo que não é pura criatividade natural, é por isso que você não despreza o conceito de deus? – ou por que mais seria?

  6. rodrigonunesouza
    setembro 16, 2010 às 15:37

    Voce não ta entendendo nada. Isso ai é só música. Som.

    É pra escutar.

    Podes fazer silencio de dar play de novo. Talvez dessa vez entenda.

  7. raphaelzaratustro
    setembro 16, 2010 às 17:50

    Então entre uma vida e outra aguardando no Demiurgo ficamos ouvindo Hermeto Pascoal? Esta é a doutrina da sua religião?

  8. rodrigonunesouza
    setembro 16, 2010 às 23:14

    só se vive uma vez. Você não entendeu. Escuta de novo, que uma hora voce vai entender. n tem outra vida. só tem essa. é bom aproveitar direitinho.

  9. raphaelzaratustro
    setembro 17, 2010 às 01:21

    Só falta afirmar que a sua religião do som é materialista.

  10. rodrigonunesouza
    setembro 17, 2010 às 01:31

    Você que está afirmando coisas demasiadas. Não entendeu nada; Da o play de novo.

  11. raphaelzaratustro
    setembro 17, 2010 às 20:43

    Na internet dá o play quem quer a hora que quer, no meu computador mando eu, não misture as coisas aqui também não.

    Você não entendeu nada nem da primeira vez. Numa página você é ateu e aqui você é religioso.

    Numa página você dá xilique e finge não entender a dualidade dos conceitos, sendo um restritivista filosófica e um fundamentalista ateu, e aqui você vem fazer orações ao Demiurgo.

    Qual Rodrigo Bode é uma piada e uma farsa afinal, O Bode que faz as suas orações ao Demiurgo, ou o Bode fundamentalmente ateu que nega a possibilidade da existência objetiva de Deuses na natureza?

    E se você crê no Demiurgo e ora a ele, isso é o que, é a excessão de seu ateísmo, ou só a falácia do panteísmo equiparado ao ateísmo?

  12. rodrigonunesouza
    setembro 18, 2010 às 00:48

    Não quer escutar vá embora e não suje o post. A idéia do post é mostrar a música, se não quer ouvir, não sei o que faz aqui.

    Quer chamar atenção ?

  13. raphaelzaratustro
    setembro 18, 2010 às 02:26

    Eu já conhecia sua resposta.

  14. raphaelzaratustro
    setembro 18, 2010 às 03:37

    Ou seja, alegaria a minha insensibilidade. Eu já sabia.

  15. raphaelzaratustro
    setembro 18, 2010 às 03:38

    ;D

  16. raphaelzaratustro
    setembro 18, 2010 às 04:59

    Pronto não quero mais.

  17. rodrigonunesouza
    setembro 18, 2010 às 05:20

    Não é isso gafanhoto, que se a ideia musical tivesse de ser exposta em palavras, não precisaria ser tocada.

    Música é pra se ouvir não pra se debater.

  18. raphaelzaratustro
    setembro 18, 2010 às 06:51

    e ai seria cantada

  19. rodrigonunesouza
    setembro 18, 2010 às 08:09

    mesmo assim, a melodia tem lá sua letra… mas e a musica é só melodia ? e o ritmo? os arranjos, contrapontos? a harmonia…

    A musica não se reduz jamais a palavras. Na verdade não é na música que tem palavras, é nas palavras que tem música. A música existe antes da palavra.

  20. raphaelzaratustro
    setembro 18, 2010 às 09:23

    Sem o som existiria o ouvido?

  21. rodrigonunesouza
    setembro 18, 2010 às 23:29

    Sem som não existiria nada. Tudo foi feito pelo som.

  22. raphaelzaratustro
    setembro 19, 2010 às 10:24

    Tudo foi feito pelo som e o som foi feito pelo que, pelo Demiurgo?

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: