Início > Crônicas da vida, Defeito Colateral > Uma ode ao mal atendimento.

Uma ode ao mal atendimento.

Acostumado a pagar R$ 1,60 para almoçar no RU (restaurante universitário) da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) hoje fui surpreendido (o primeiro surpreendimento) quando, à porta do lugar, um aviso de “estamos fechados, saiam daqui O_O” se fazia notar a quem esperava comer quase que de graça.

Cabisbaixo e deprimido, pensei “onde almoçar?”, afinal de contas, minha única refeição havia sido um copo de leite ninho (comprado em promoção no Carrefour ontem) com toddy (também em promoção, leve três pague dois!) quando acordei as 06:00 a.m. Seguindo meus pensamentos, voltava para a sala da professora para quem sou bolsista e presto serviço (um ótimo serviço) de apoio em um projeto de Arte/Educação. Instintivamente, meu olfato me guiou até um bar famoso no Campus Central: o Bar do Antônio. Desolado e com fome, como qualquer pedinte, lancei mão à carteira e conferi meu cartão da conta poupança no Banco do Brasil (que tem um péssimo serviço on-line e um plano de conta universitária que te cobra um bucado de juros) … pensando bem … não conheço muitos pedintes que podem fazer isso … enfim. Tendo um limite de incríveis R$ 34,82 na conta (devido a venda de meus produtos oriundos da china no Mercado Livre) adentrei o aconchegante lugar, que tem um teto consideravelmente baixo e muitos universitários transitando (povo mesmo tem no RU, no Antônio tem a nata da sociedade universitárica).

Aqui começa e termina nossa aventura:

Esperando em uma fila única, escutava os garçons gritando números de pedidos, notando que as pessoas tinham o costume de escutar só lá pela terceira ou quarta vez (eles tem um problema? é tudo combinado? não sei …). Chegando minha vez na fila, pedi a típica Promoção do Dia que está lá todos os Dias, e que tu tem que especificar para a mulher no caixa qual das promoções do dia é a sua escolha (sim! já inventaram uma maneira melhor de se organizar, mas no Bar do Antônio eles tem coisas melhores para fazer). Uma dica: se você for pagar com cartão no Antônio, já forme uma fila no caixa da esquerda, por que é para lá que vão te mandar se tu não tiver dinheiro vivo para pagar. Depois de pagar, fui até o balcão pegar meu devido salgado + refri que me custou R$ 4,50. Fui atendido, depois de uma espera consideravelmente grande, por uma moça (para não falar palavrões desnecessários) que, com uma cara de ótima vontade de trabalhar, nem perguntou o que eu queria, apenas me olhou, com os olhos bem abertos, e fez uma menção com a cabeça …. sabe quando alguém quer tirar com a tua cara, te chamando para a briga, e faz só um movimento pra cima com a cabeça, um movimento rápido, com a boca pra baixo, meio braba? isso mesmo. Ela fez isso, ela tipo estava me chamando para brigar, no meio do ambiente nada convencional para que se aconteça um duelo! Educado e calmo como sempre (cof cof! bixinha cof cof!) entreguei o papel que informava o preço pago (R$ 4,50!!! por um salgado com refri!!!) e pedi “um risolis de peru com provolone e … vocês só trabalham com a coca né?”, “Não sei! Qual refri que tu quer?”. Aqui eu já fiquei meio assutado né? a mulher me chama para brigar no meio do lugar e ainda vem falar assim comigo… a idéia de uma luta estava começando a ficar séria! Prosseguindo, respondi que “eu quero uma coca…” e ela se virou de costas e foi pegar o refri, sem eu terminar de falar o que eu queria. Não sei se pelo meu tamanho (1,86m e 118 kg) ela supôs que fosse uma coca-cola normal, fiquei imaginando que boa vidente ela seria se me trouxesse uma coca-cola zero, que era o que eu queria já que estou de dieta. Infelizmente ela não é uma boa vidente, e colocou a coca no balcão e já se virou de costas de novo, para pegar meu risolis que estava esquentando no microondas. Ela retirou o risolis, pegou dois guardanapos, colocou por fora do papel no qual estava o risolis e me entregou. “Moça (novamente para não usar palavrões desnecessários) eu quero uma coca zero”, “AH! MAS TU TEM QUE PEDIR DAI NÉ?” (a fonte Fixa deu a entender o tom da voz que ela usou comigo? que bom!), “Moça (a idéia do palavrão ser desnecessário estava quase ruindo neste momento) é que tu me deu as costas antes de eu terminar meu pedido”. Eu preciso dizer que ela escutou minha última fala de costas?! não né? ela deu as costas DE NOVO para mim (ela realmente pedia para tomar um tiro!) e, com uma má vontade que beirava o pecado da preguiça, ela trocou o refrigerante. Ufa! eu poderia então comer em paz meu risolis e refri de R$ 4,50, nada comparáveis à bandeja de comida com suco que eu pago R$ 1,60 no RU.

Moral da história: se o RU estiver fechado, coma lixo! mas não vá no Bar do Antônio, que fica no Campus Central da UFRGS, ao lado do anexo 1 da reitoria e do prédio de Educação.

ps. SUA VAGABUNDA! EU MEMORIZEI A TUA CARA, EU VOU FUDER A TUA VIDA SUA VADIA PROFANA! A TUA EXISTÊNCIA FERE O BOM SENSO, TU É A PROVA VIVA DA TEORIA DO CAOS SUA DESGRAÇADA!

pps. Não sei qual categoria colocar esse post. Coloco em Jyhad? foi quase uma guerra santa (minha santa paciência com o diabo que vestia uniforme de garçonete) … acho que crônicas da vida se encaixe melhor … tá, vai em Crônicas da Vida mesmo!

Anúncios
  1. NM
    maio 27, 2010 às 16:01

    Tem bar do antônio no campus do vale também. E dois, ainda.

  2. Fox
    maio 29, 2010 às 17:35

    Muitas palavras desnecessárias para um conteúdo relativamente pequeno, se torna uma leitura chata e enjoativa.
    Não consegui ler tudo por que cansei no meio do caminho eauehaeuae parei na mulher te chamando para a briga e pulei para a moral da história.

    Mas continue assim, a prática leva a perfeição.

  3. Kevin
    junho 9, 2010 às 13:16

    Além dos dois bares do antonio no vale, ainda tem o restaurante que é dele também!

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: