Início > Defeito Colateral, Literatura Colateral > O preço do riso é irrisório.

O preço do riso é irrisório.

Tanta muamba circulando na avenida,
parece um carnaval made in china,
como se fosse pirateada a nossa vida,
como se fosse mais barata nossa sorte.

Até parece que o samba ainda anima,
as pobres almas que em dança se contorcem,
o que simula alegria bem vivida,
é o que corrompe a prática do esporte.

E se houvesse um prestígio entre o bruto,
e entre a nação que se desenha em luto,
não haveria a paz de uma guerra civil.

Se não houvesse tanto ideológico tumulto,
Tanta doutrina, tanto ódio e tanto insulto,
Não estariamos caminhando pra puta que o pariu.

Rodrigo Nunes de Souza.

Anúncios
  1. Marcela Santos
    fevereiro 26, 2010 às 20:53

    \o/ O mais novo poeta pós moderno (pode ser chamado assim?). Adorei!
    Sabe do que eu lembro? Da poesia que aprendi na escola… Aquele desenho da casa com o quintal, feito de palavras =D
    Ainda tens?

  2. rodrigonunesouza
    fevereiro 26, 2010 às 23:27

    N tenho mais… perdi.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: