Início > Defeito Colateral, Velho Resmungão > A cultura, que é influenciada pelo meio externo, que é influenciada pelo poder aquisitivo

A cultura, que é influenciada pelo meio externo, que é influenciada pelo poder aquisitivo

Depois de tanto tempo sem nenhum texto que não seja do Rodrigo, decidi que não tenho mais boas desculpas para não postar no blog hehehehe. Espero conseguir um texto por semana …. então vamos lá:

Essa sociedade complicada em que vivemos é talvez a peça mais cômica a qual alguns de nós vai presenciar em vida. Depois de tantos anos disputando o poder, parece que o capitalismo que tanto adoramos veio para ficar, e já se fazem uns bons quarenta anos, com o começo de uma classe média brasileira, que conseguimos notar certas diferenças culturais entre as classes que compõe esse país fudido lindo. Mas o dinheiro? ele está influenciando até mesmo nossa cultura, ou o que gostamos dentro de todas opções de cultura que temos? SIM!

Vamos mais uma vez falar sobre algo que adoramos: pobre, gente burra e como essas coisas parecem estarem interligadas, então antes que alguém venha me encher o saco por que falo como ou preconceituoso feladaputa, saiba que no fundo eu amo esse povo que tanto me vêm à cabeça.

Mas por que eu parei para pensar nesse assunto? dizem que uma imagem vale mais que mil palavras né?

é isso aí: Pinchar é arte

Fui claro?

Mas então gurizada, o que eu me pergunto é: por que logo um “pinchador” escreveu “pinchar”?

A resposta correta é: estereótipos

O estereótipo de um pichador é um homem, jovem, que mora no subúrbio/cohab/morro/vila, pobre e que caga e anda para instrução. Ainda temos os glacês, do tipo “revolucionário esquerdista”, “revoltado com o ‘sistema'” e “contra a TV Globo”.

E então vamos a próxima pergunta do meu texto: por que um rapaz que mora no subúrbio, que é pobre e que caga e anda para a educação é pichador?

A resposta certa é: ele é influenciado pelo meio.

Sabemos que o meio influencia o indivíduo, e quem se nega a acreditar nisso precisa tomar no cu, por que sou capaz de provar pra ele que ele gosta e age de certas coisas e formas devido o lugar onde mora. Mas não podemos dizer que todo jovem morador de subúrbio vira pichador pelo meio, pois no mesmo meio ele pode aprender diversas outras coisas, coisas piores do que escrever errado. O que quero dizer é que vai ser bem difícil algum jovem de classe média ou média alta ter contato com o mesmo tipo de cultura que uma pessoa pobre tem.

E então vamos à última pergunta do meu texto: o que determina a cultura de um meio?

A resposta certa é: o dinheiro.

“Mas meu deus Nuno, o dinheiro está em todos os cantos, ele está nos cercando, eu tenho medo … mas preciso dele”. Realmente, mais uma vez quem manda é o dinheiro, e porra, isso já está se tornando clichê: de quem é a culpa? “duh, do dinheiro porra!”. Mas por que é culpa dele: pelo motivo óbvio de que é o poder aquisitivo que determina um meio, meus queridos. Uma pessoa com boa renda não vai morar na favela, pelo bem de seus filhos, de sua segurança (e não venham me dizer que violência tem igual em todos os lugares), assim como uma pessoa de baixa renda não vai conseguir pagar R$ 300,00 de condomínio para morar no Menino Deus (Porto Alegre) ou Morumbi (São Paulo) ou Leblon (Rio de Janeiro).

Minha família não é rica, sempre morei em lugares de classe média, estudei em escolas públicas com boa fama e fui muito bem educado e apanhado pela minha mãe. Meus amigos, alguns também por herança quase genética do pai, escutam rock’n’roll e daí foi um pulo para Mangás/HQs, uma preocupação maior com filosofia e matérias humanas, um “falso” índice de superioridade e uma faculdade de Artes Visuais. Então o que seria de mim se tivesse me criado no meio do tráfico? ou em um apartamento de luxo? … não sei, mas com toda certeza não seria a mesma pessoa.

Moral do texto: corra pra onde quiser, você vai gostar do que o povo ao seu redor gosta, principalmente quando você tiver 12 anos e, bom, se você está lendo isso … não posso mais lhe desejar boa sorte para que nasça em uma família rica então …. lide com isso

Só para lembrar aos desavisados: esse texto fala sobre a maioria, não sobre as exceções, então não me venham dizer que o MV Bill se criou na favela e é um cara tipo gênio. NÃO ESTOU FALANDO DE EXCEÇÕES, ESTOU FALANDO DE REGRAS.

Anúncios
  1. rodrigonunesouza
    fevereiro 10, 2010 às 18:07

    Pinchar é arte.
    Cultura de massa é arte.

    Marginalidade também se expressa por arte.

    Todo homem é um artista. Não criticamos a arte ruim, criticamos homens ruins.

    Gostei do artigo.

  2. Alessandro Bartolomeu
    fevereiro 11, 2010 às 08:40

    Arte boa, escutei agora, sobretudo a canção pra voar: fala ai se num é bonita

    Canção pra voar

    Vem, vamos atravessar o mundo num balão
    Pra descansar
    os pés de tanto chão
    Estamos aprendendo a voar
    Enfim

    Não, não que tenhamos
    de esquecer nosso lugar
    Mas reconectar a lógica ao céu
    Se é que ainda existe
    um céu
    No avesso da razão

    Sim, preciso aprender o que há em mim
    Precisas
    descobrir o que é a dor
    A estranha dor que acende e faz subir
    Nosso balão de
    sonhos e de amor

    Sei que tudo um dia há de se perder
    E quando a fantasia
    envelhecer
    Façamos a vontade do que está em nós
    São tantos caminhos apontando
    para o chão
    Mas outros tantos a rumar pra esse azul
    Estamos soltos pelo
    céu
    Estamos presos no porão

    Se o amor pudesse enfim desencantar
    A lógica
    que insiste em não poder
    São tantas aventuras de querer
    Antes que a noite
    faça-nos pousar

    Vem, lá fora é só um vazio
    Vem, os muros não
    impedem

    (Magno Mello)

  3. rodrigonunesouza
    fevereiro 18, 2010 às 22:44

    O engraçado que a classe rica mesmo assim é muito burra.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: