Início > Literatura Colateral > Entre o plágio e a mixagem.

Entre o plágio e a mixagem.

Ei mãe eu quero uma guitarra elétrica,
há muito tempo isso era tudo o que eu podia querer.
(Desejo, necessidade, vontade, necessidade, desejo.)

—Não !

Mas mãe ? alguma coisa ficou pra trás
antigamente eu sabia exatamente o que queria ter…
(Agente não quer só comida, agente quer comida diversão e arte)

— Não é o que não !

Meu carro é vermelho e não uso espelho pra me pentear…

– NÃO É O QUE NÃO PODE….

É que narciso acha feio o que não é espelho.
E a mente apavora o que não é mesmo velho !

-…SER QUE NÃO É !

Quem me dera ao menos uma vez
ter de volta todo o ouro que entreguei a quem
conseguiu me convencer que era prova de amizade
se alguem levasse embora até o que eu não tinha.

– NÃO É O QUE NÃO PODE SER !

Pedro pedreiro penseiro esperando o trem… pedro pedreiro penseiro esperando…
“Beijou sua mulher como se fosse a única e atravessou a rua com seu passo bêbado…”

– NÃO É O QUE NÃO PODE SER
E NÃO É O QUE NÃO PODE SER
E NÃO É O QUE NÃO PODE SER
E NÃO É.

Nossa senhora me dê a mão,cuida do meu coração ! Da minha vidaaaaaaa
Do meu destino!
Ei irmão vamos seguir com fé, tudo o que ensinou, o homem de Nazaré.

Por ser de lá do sertão, por isso mesmo, não gosto de cama mole, não sei comer sem torresmo.
Eu quase não falo, eu quase não sei de nada, vou como RÊS DESGARRADA nessa MULTIDÃO BOIADA caminhando à esmo…

Olha lá vai passando a procissão, se arrastando que nem cobra pelo chão, e aspessoas que nela vão passando acreditam nas coisas lá do céu, as mulheres cantando tiram versos, os homens cantando tiram o chapéu, acreditam nas coisas la da terra esperando o que jesus prometeu…

A novidade, que tem no brejo da cruz´
é a criançada, se alimentar de luz.

-” Não chore ainda não, que eu tenho um violão e nós vamos cantar… felicidade aqui pode passar e ouvir e se ela for de samba há de querer ficar…”

Eu faço samba e amor até mais tarde e tenho muito sono de manhã.

– “Se tu queres que eu não chore mais…

Encosta tua cabecinha no meu ombro e chora, e fala tuas magoas todas aqui para mim….

-… diz ao tempo que não passe mais…

Hoje o tempo voa amor, escorre pelas mãos, mesmo sem se sentir, que não há tempo que volte amor, vamos viver tudo o que há pra viver, VAMOS NOS PERMITIR !

–… Chora o tempo o mesmo pranto meu, ele e eu, tanto…

Caminhando e cantando e seguindo a canção, somos todos iguais braços dados ou não.

-…e só para não te entristecer, o que fazer ?Canto…

Uma vez flamengo, flamengo até morrer, Flamengo sempre eu hei de ser é meu maior prazer, vê-lo brilhar, seja na terra, seja no mar, vencer,vencer vencer, Uma vez flamengo, flamengo até morrer.

-…Canto para que te lembres, quando eu me for.”

Saiba que meu grande amor hoje vai se casar, e mandou uma carta pra me avisar, e deixou em pedaços, o meu coração ! E pra matar a tristeza só mesa de bar, vou tomar todas vou me embreagar, e se pegar no sono me deite no chão…..

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: