Vai um robô aí?

Robô é o seu computador pessoal ambulante. Seu representante profissional, ele é, digamos, sua personalidade desdobrada.

Robô não pede salário, mas ganha dinheiro para você. Trabalha sem parar e sem dormir. Ele age até pelos seus interesses mais perigosos, aqueles de altíssimo risco e lucratividade, afinal, comigo, tudo é backupeado, então “risco” do dicionário.

Com seu robô é assim, você pensa, ele faz. Ele quem se sacrifica. Ele que sem reclamar, nem em pensamento, faz todos os seus trabalhos mais chatos, mas desgastantes. Ele e você são um, é a sua nova mão, mas, digamos, com seis dedos!

O mais legal do robô já vou falar, e não é que ele não morre, porque morre, mas é só trocar por outro, e logo, isto não é problema. O mais legal é que tem acesso à internet, então, onde ele estiver, lá estará também você, se quiser.

Aí você se delicia vendo através de seus olhos, e através deles, conferindo-lhes emoções a seus admirados interlocutores, conforme, daqui, quem vai sentindo tudo é você. E ele vai aprendendo como você é, e daí passa a ser excelente em desempenhar o seu papel na sociedade. Tão excelente que dá conta de todos os recados, e ainda lhe supera.

Então, subitamente, você passa só a pensar, o que já basta para programá-lo, e claro que de  fato, paralelamente, sua conta bancária vai só crescendo… Porque você é bom no que faz. E o mercado está aceitando muito bem robô.

E você pensa na vida… E lá está seu fiel robô, presente num lindo cenário turístico. Todos lhe admiram tanto e a capacidade é tanta que na prateleira não faltam condecorações e os vídeos também estão ali para provar o quanto são valiosos seus méritos pessoais.

Mas à agenda basta somente um sete. Então as batatas fritas não parecem mais tão saborosas, e por outro lado, quase não faz mais beber nem chorar, e só dorme, você mesmo, só sonha, enquanto a preguiça passou a crescer em força. E “quem programa a quem?” pode ser o seu trágico drama existêncial.

Ou então, quem sabe você é desenvolto e vê negócio na coisa, não passa a comercializar robôs, mas você que não é otário, simplesmente os usa a todos.

E assim, antes e depois, pensa e, é só risada. Este pode ser o seu pensamento, metaforicamente falando?

Será que você, então, só enxerga o nano, e vê que ali jaz o limite?

Quebrante-se! Dizendo: “Vê se te sacode rapá!”.

Que o futuro chegou, nem acorde, o que você está fazendo disto, o que está diante de seu rosto? Que coisas lhe cercarão? Ou, como será a sua “vizinhança”?

Quero dizer, como você existe, e quer poder, digamos, exercer poder, atuar profissionalmente não precisa necessariamente ser agricultor. Você pode ser o que quiser, e é isso que tem que ficar de tudo!

A questão é como você QUER o planeta selvagem Terra? Porque, o mundo é uma sugestão.

“Quando sonhamos sozinhos, é só um sonho. Quando sonhamos juntos, é uma realidade” John Lennon.

Somos os jurados do futuro. A vida é um festival de música. A que composições de planeta premiaremos? E quais, simplesmente, escolheremos esquecer?

7 de setembro, 2008

Anúncios
  1. Denise
    novembro 13, 2009 às 19:59

    with such technology, we forget that the best of life in nature, people, feelings, friendship and love, the robot does’t give me any of this, or is it already provides? adorei!

  2. AlePanca
    novembro 18, 2009 às 14:01

    Que texto esquizitu nunca vi isso antes, puta to cum medo, lembru di robo qui trepa pa carayo mais que eu, to cu medu, merda, ronaldinho eh um robo? puta manu robo vai cumê tudo mundo seu filho da puta de bil gaites de merda, seus cuzão, seus otário, tudo tomá no cu, robo vai cumê o cu do inventor de merda, robo é meu pinto!

  3. novembro 18, 2009 às 15:55

    ……… “robo é meu pinto!” …. quem robo o pinto dele? =P

  4. Denise
    novembro 19, 2009 às 21:44

    ninguém roubou… nasceu sem mesmo!!!

  5. Denise
    novembro 19, 2009 às 21:47

    esse comentário, me fez lembrar do best-seller.. quem mecheu no meu queijo… no caso do cidadão.. seria quem roubou meu pinto?? pu melhor.. quem robô meu pinto!!! =)

  6. Nuno Rosa
    novembro 20, 2009 às 07:37

    huahuoahoauhauhauoahauoahaohaouhauahuoah boa …. muito boa

  7. Denise
    novembro 21, 2009 às 01:21

    O ROBÔ ROUBOU
    O EMPREGO DE UM PAI DE FAMÍLIA
    E ASSIM TIROU O LEITE
    DOS SEUS FILHOS E FILHAS

    O ROBÔ ROUBOU
    A VAGA DE UM HOMEM ESFORÇADO
    E AGORA DESEMPREGADO E ANGUSTIADO
    NÃO SABE MAIS O QUE FAZER

    O ROBÔ ROUBOU
    O LUGAR DE UM TRABALHADOR
    E JÁ NÃO HÁ MAIS NA MESA
    O PÃO NOSSO DE CADA DIA
    SOMENTE A DOR

    O ROBÔ ROUBOU
    O ESPAÇO DE UM PROFISSIONAL
    QUE AGORA PASSA MAL
    EM CASA DE BRAÇOS CRUZADOS

    É O APOCALIPSE!
    É O APOCALIPSE!
    A LUA E O SOL ENCONTRAM-SE
    FORMANDO UM TERRÍVEL ECLIPSE!

    *ESTAMOS VIVENDO DIAS DIFÍCEIS…

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: