Início > Velho Resmungão > Inversão de papeis

Inversão de papeis

Aproveitando a última postagem rápida , com a maravilhosa frase ”estou me lixando para a opinião pública”, fico imaginando: A quantidade de pessoas que devem ter xingado a mãe desse político, deve ser o suficiente para a mãe dele realmente se tornar uma meretriz.

Vivemos em um país banhado por corrupção de todos os lados, isso não é novidade para ninguém, o que ninguém consegue ver é que somente o povo tem poder para mudar a atual política do Brasil.
Não é novidade nenhuma, também, que brasileiro é acomodado para cacete, reclamar é mais fácil que fazer, então, se alguém tem que fazer algo, porque teria que ser eu? Fico aqui reclamando imaginando que existe uma revolta oculta nas sombras, pronta para dar o bote e resolver todos os problemas do Brasil e…..
Isso nunca vai acontecer.

Brasileiro é o único povinho que sente prazer em ser desonesto, e viva o jeitinho brasileiro, tudo pelo jeito mais fácil. Pensando assim fica fácil imaginar porque aquele político que distribuía cesta básica se elegeu.
”Mas ele parecia tão bom moço!”, você escuta a senhora católica resmungando, puta merda, desde quando que alguém precisa de esmola para se candidatar, parece ser a pessoa que vai resolver teus problemas? Reclamar é bem mais fácil que fazer mesmo, e pelo visto, mais fácil que colocar o tico e o teco a dançar ciranda.

O incrível, é que se o povo em geral tivesse alguma noção, saberia que o problema não são os políticos: Somos nós, só nós. Papinho manjado, eu sei.
Nós que escolhemos o representante, se ele é um baita de um filha da puta, a culpa é nossa, não dele. Filha da puta é filha da puta no Senado ou fora, ele não virou um puta de um ladrão quando conseguiu se eleger.
Quer dizer, o que me da mais medo nessa merda, é enfiarmos outro Collor no poder, aliás, o Cabra até se reelegeu para governador, brasileiro tem mesmo memória curta, garanto que o mesmo povinho que votou nele agora, era o de cara pintada na rua pedindo pra ele sair.
Ou até outro Jânio Quadros e seu ”fí-lo porque quí-lo”. Ou outro louco qualquer que aparecer por ai prometendo mundos e fundos. Na brincadeira de votar em gente ”divertida” é que um Clodovil se elege, ou Mano Changes, ou sei lá, Gaúcho da Copa, qualquer maluco despreparado que quer uma boa aposentadoria vira político.

Ai que entra a questão, queridos, nós não temos só o poder de enfiar alguém lá: Temos o poder de tirar.
Eles são representantes do povo, não pessoas que estão acima da sociedade, por mais que seja essa a impressão. ELES nos servem, não nós.

Bom, eu também to reclamando atoa e não vou fazer nada. Que se foda.
Aliás, as pessoas reclamam tanto que se tu procurar hoje em dia alguém que votou no Collor, ele teria perdido a eleição.

Aliás dois, caralho , odeio ficar sem ideia para um texto, ai sai essas merdas.

EDIT PS: Idéia de texto dada por César, vulgo, Gordinho.

Anúncios
  1. César
    maio 20, 2009 às 22:25

    Idéia por mim, HEHEEE

    :(

  2. Kevin
    maio 21, 2009 às 13:38

    O caso Collor foi uma inveção da imprensa xP

  3. rodrigonunesouza
    maio 21, 2009 às 16:46

    Confiscar poupanças não me pareceu inventado.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: