Início > Defeito Colateral, Velho Resmungão > Preconceito (cada um com os seus)

Preconceito (cada um com os seus)

Primeiro gostaria muito de esclarecer uma coisa, antes de começar o assunto: Pré-conceito é quando você julga algo ou alguém antes de ter experiências pessoais com o mesmo,  ou seja, não se pode basear uma opinião em algo que te disseram. Na minha concepção de preconceito, você não se torna racista ao falar que “tinha que ser negão mesmo” ou “tinha que ser loira mesmo” (aqui abrimos um parentes por que, quando se trata de racismo, parece que só os negros é que entram na categoria…), mas te torna preconceituoso quando você DESMERECE ou destrata alguém se baseando em um sub-julgamento. Sou como a maioria das pessoas nesse quesito: eu brinco, conto piadas de negrão e de loira, mas nunca destratei algum negro/loira por serem o que são, sempre tratei como qualquer outra pessoa, com meu sorriso e educação no rosto, até que eles me provem não serem merecedores dos mesmos.
Muito se fala hoje sobre preconceito, sobre racismo ser crime e blábláblá. Acho que eu já poderia ter processado muitas pessoas por terem me destratado por ser gordo. Ah Não! me esqueci, não tem problema caçoar de mim por eu ser gordo, por que isso é uma condição de escolha pessoal, mas se eu fosse negrão! … ai sim, seria protegido por lei. Grande besteira isso sim! Não sei que mania é essa agora de ficar passando a mão na cabeça de “negrinhos e missionários” (Chaves, do episódio dos leões que comiam os negrinhos e os missionários) e índios e sair dizendo por aí que “a sociedade errou muito com essas pessoas, o que fazemos é nos redimir”. Sou viado, minha raça já foi muito descrimada, muitos são descriminados nas escolas quando pequenos, sofrem de ataques verbais e até mesmo agressões físicas, e nem por isso temos cota para entrar na faculdade! Isso mesmo, agora quero cota para viados, por que não tivemos oportunidade de estudar por termos sido muito descriminados e marginalizados! E também quero cota para gordos, para analfabetos (eles foram tão descriminados que nem COMEÇARAM a estudar), para pessoas feias e para ruivos e para vesgos e pessoas com pêlos nas orelhas. Se você quer dar oportunidade à alguém que teve uma educação inferior aos outros, faça das cotas algo que estude o histórico familiar e econômico de alguém, não olhe sua cor de pele ou seu atestato “estudei todos os anos em escola pública e não aprendi nada”. Mas esse texto não é sobre cotas, é sobre preconceito. Inclusive, tive um pequeno pensamento agora: achar que um branco teve as mesmas oportunidades que todo o resto de brancos não seria um pré – conceito? Acho que sim.
Uma coisa que me deixa muito intrigado sobre o assunto preconceito, é que parece existir uma tabela, do tipo “ser racista é nível dez”, “ser homofóbico é nível quatro”. É como se fosse um sistema métrico entende? Como se o seu preconceito fosse maior que o meu, por que eu não gosto de viado, já você não gosta de negrão. Julgar algo ou alguém sem conhecer é ignorância, e eu não costumo achar uma pessoa “um pouquinho ignorante”. Ou é, ou não é. Então não faz diferença o que você descrimine, se você descrimina, você é preconceituoso, ou seja, é ignorante. E então chegamos a uma conclusão: somos todos ignorantes em alguns assuntos. Detesto marrom, nunca usei e nunca vou usar, se um dia você me ver de marrom, você me interna num hospício, e eu realmente não aconselho e as vezes até ignoro alguém que goste ou esteja vestido com uma roupa marrom. Como diz Christian Pior: A vida já é uma merlin, e tu ainda veste roupa cor de cocô?. Mas então, sou sim preconceituoso quando se trata de marrom, mas e daí? Acha que vou mudar? É o cacete pra vocês … me deixem quieto com meu preconceito, tu também tem o teu! E tu também! E tu também!
Apesar de que muitas vezes me ocorrem pensamentos sociopatas, considero todos os seres humanos iguais, independente do que for, e  ainda não entendo como algumas pessoas podem gostar tanto de separa as coisas se, no fundo, todo mundo tá na mesma merda.  Preconceito é um atraso, sempre foi. Gosto muito de separar muito bem o fato de você não “gostar” de alguma coisa, e ter um “preconceito” sobre a mesma coisa. Como já disse anteriormente, preconceituoso é aquele que descrimina algo ou alguma coisa sem conhecer. Não vão achar que eu tenho preconceito com mondongo, eu já provei aquela lesma de sapato e não gostei, ou seja, o fato de eu dizer que detesto não é pré-conceito, é um opinião baseada em uma experiência própria, mas o problema é que mondogo é mondongo e pronto, não existe mondongo com gosto diferente de gosto de mondongo, já se vamos falar de descriminar alguém, o buraco é bem mais embaixo, por que você jamais pode julgar alguém igual a outra pessoa apenas por ter a mesma cor de pele, de cabelo, de orientação sexual, enfim … cada um é um só, e é único. Se você foi assaltado por um negro, não quer dizer que todo negro seja ladrão (mas não quero entrar nesse detalhe por que vou acabar esbarrando na estatística de que mais da metade dos assaltantes presos no Brasil são negros ou tem algum pezinho na África  morenos).
Olha, posso ser bem sincero? No final das contas meus queridos e queridas … se cada um cuidasse do seu próprio rabo, estava tudo resolvido.

Anúncios
  1. NM
    abril 26, 2009 às 13:22

    Seu gordo viado de merda.

  2. César
    abril 26, 2009 às 20:33

    Falou o magro macho aí em cima!

  3. abril 27, 2009 às 03:51

    tu é viado?puts,não sabia cara…Não não,nada contra sabe..capaaz,deus o livre.Não tenho preconceito nao,que isso!
    Não e inteprete mal,mas acontece que vou ficar longe da net um tempo,ou seja,se tu nao me ver mais no msn nao te acanha..
    ah,se tu me ligar e eu nao atender é que to sem cel tbm..
    mas nao entenda errrado viu.
    euheuheuheuhee ^^

  4. abril 27, 2009 às 07:23

    eueheuoheouheueh, you son of a …

  5. NM
    abril 27, 2009 às 13:12

    Son of a submariner
    Sunnuva Biscuit

  6. Nuno Rosa
    abril 27, 2009 às 14:58

    esses comentários estão virando uma putaria braba mesmo …eheuheuehueh

  7. abril 28, 2009 às 02:22

    ^^

    putaria braba? hum,faz bem teu tipiiinho né…
    euheuheuhe

  8. rodrigonunesouza
    abril 29, 2009 às 02:30

    Bem, pra começar homem não tem raça, tem etnias…

    o etnocentrismo é achar que existe darwinismo social, isto é; crer que uma determinada etnia ou grupo cultural sejam superiores a outros. Isso se torna um erro tremendo, porque se são capazes as ciências humanas de em toda sua proporção de descrever tais fenômenos, não o são a ponto de classificá-los segundo qualquer critério.

    Podemos medir o IDH de um povo ou verificar suas demais estatísticas, o que demonstra que os povos são diferentes e enfrentam mais ou menos dificuldades, e não que os individuos pertencentes àquela etnia sejam pessoas inferiores ou menos capazes do que outras.

    Se fosse apenas uma questão de gosto, que ao contrário do que todos pensam acho junto com todo esteta, gosto se discute.
    Gosto se discute, e se discute política e religião e futebol. Isso de se dizer que não se discute é no mínimo querer impor a ditadura da total ignorância no sentido mais puro da palavra, de ignorar.

    Exemplifico; Um negro entra numa loja de shopping com uma roupa simples, o vendedor demonstra desconfiança, isso é inaceitável.
    Todo cidadão deve ser tratado com respeito e cordialidade, e não com suspeitas.
    Ok, outro poderia dizer, mas a maioria dos que roubam são negões assim;
    não seria melhor pensar que é a classe e não a raça que faz o acidente social aqui descrito ? pois sim, a maioria dessa classe é negra, então o preconceito é social e não etnocentrico.
    o preconceito não é com o negro, é com o pobre, o favelado.
    se o sujeito é negro de terno e dinheiro ele é como se fosse branco.
    Sou contra as cotas, contra também o racismo por parte dos negros. Racismo não é preconceito, é doença social. É um pensamento que fere aos direitos humanos, a liberdade individual do cidadão, e ao estado de direito.
    O preconceito é com a sociedade. Com o mendingo, com o ateu, com o crente, com o maconheiro, com o travesti, com todos…
    todos sofrem por algum tipo de preconceito.
    até o honesto, homem íntegro, reto, cumpridor de seus deveres, eficientes, trabalhador, honrado, fiel a sua esposa ou namorada, esse ai sim sofre o maior dos preconceitos;
    é o otário !

    Se temos como modelo de otário o exemplo de civilidade, o que esperar de nossa nação senão corrupção, preconceito, suruba e erro de ortografia ?

    Gosto se discute, e preconceito não é gosto.

  9. Nuno Rosa
    abril 29, 2009 às 09:10

    “Bem, pra começar homem não tem raça, tem etnias…”

    hauoahuahoua, etnia é só uma maneira educada de se dizer “raça”, já que se falando de raça nos lembrados de animais … e alguns seres humanos não gostam de se afirmar animais … enfim, não gosto de eufemismos ….

  10. rodrigonunesouza
    abril 29, 2009 às 15:28

    Não é isso Bruno, Raça é um termo técnico, requer que hajam diferenças genéticas maiores, etnia é simplesmente o grupo cultural no qual está incidido. De fato o homem é um animal, no entanto é o único dotado de trabalho e cultura; o que o difere. Haveria raça, se como no caso dos RPGs tivessem gnomos,ou anões, halflings ou elfos, todos humanóides de raças diversas. A raça é uma limitação.

    “A raça, do ponto de vista antropologico é uma categoria social, ou seja, mesmo que biologicamente não haja evidências da existência de grupos raciais humanos, os grupos sociais dividem a humanidade e as sociedades a partir de traços fenotípicos. Dizer que raça é uma categoria de pensamento não é evidência de sua existência no plano biológico, mas é demonstrar que os grupos sociais utilizam esta categoria para se definir, se compreender, estruturar sua organização social e se relacionar com outros grupos sociais. Junto com a categoria raça estão presentes diversas representações sociais, em grande maioria, pejorativas, que estruturam o juízo de valor das pessoas que orientam seu comportamento social a partir de estereótipos historicamente associados a grupos sociais.”— Wikipedia.

  11. Nuno Rosa
    abril 29, 2009 às 16:29

    acho que você disse certo: termo técnico.

    tenho uma expressa antipatia por termos técnicos, eles me deixam distante do público pra quem eu escrevo meus textos … enfim … ignorância? mas tudo bem, te prometo que vou ser mais culto no próximo texto =P

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: